Conheça os três estágios do Alzheimer

Conheça os três estágios do Alzheimer

Conheça os três estágios do Alzheimer

Com o avançar da idade, os idosos podem ser acometidos mais facilmente por algumas doenças, pois sua saúde começa a se tornar mais frágil, mostrando que os cuidados e atenção aos idosos precisa ser redobrado. Uma dessas doenças é o Alzheimer.

O Alzheimer é uma doença caracterizada pela progressiva deterioração das funções intelectuais, o que torna a sua evolução algo bem variável. Existem casos que levam menos de um ano para total deterioração, e outros que levam mais de 15 anos.

A doença pode ser dividida em 3 fases: a leve, a moderada e a grave.

1ª fase: leve

  • A fase mais leve tem uma duração de cerca de quatro anos. A linguagem, as habilidades motoras e a percepção ficam intactas. Entretanto, há algumas disfunções, como:
  • Alterações na memória como, por exemplo, a leve perda das memórias mais antigas;
  • Dificuldade para aprender coisas novas e gravá-las;
  • Desorientação espacial em que o paciente não sabe se localizar, ou seja, não consegue entender onde está;
  • Mudanças frequentes de humor;
  • Sintomas de depressão;

2ª fase: moderada

A segunda fase pode durar entre dois e dez anos. Nesse momento, ocorrem as alterações mais significativas para o bom funcionamento do cérebro, onde os sintomas mais chamativos começam a aparecer. São eles:
– Dificuldades para falar e se comunicar;
– Problemas em realizar funções básicas como se vestir e usar talheres;
– Perda parcial de reconhecimento.
– Descuido com a higiene pessoal, uma vez que o paciente esquece se já tomou banho, se já escovou os dentes, etc.
– Alterações na postura e na caminhada;
– Perda de interesse por passatempos e atividades que costumava fazer;
– Aparecimento de sinais psicóticos, como alucinações e ilusões.

3ª fase: severa

Nessa fase os sintomas se agravam, principalmente a rigidez muscular e a resistência a alteração de postura. Além disso, pode ser notado:
– Tremores e crises epiléticas;
– Perda de resposta à dor;
– Incontinência urinária e fecal;
– Além disso, nessa fase os pacientes ficam acamados, com alimentação assistida, dependendo totalmente dos cuidadores.

Vale salientar que os sintomas e sua evolução não é igual para todos. Por isso é importante ter uma equipe multidisciplinar preparada para atender todas as necessidades e cuidar de nossos idosos com carinho e atenção.

O acompanhamento médico com consultas regulares é muito importante não só para conseguir detectar a doença logo no primeiro estágio como também para prevenir outras doenças e proporcionar qualidade de vida para o idoso.


Gostou desse artigo? Veja mais:

A atenção que os idosos merecem

Cuidados com a pele do idoso